Após massacre em cadeias de Manaus, polícia intensifica revistas em unidades prisionais do interior

AMAZONAS Dois dias após o massacre que resultou na morte de 55 detentos em quatro unidades prisionais do Estado, os procedimentos de revistas são intensificados em presídios de todo o Amazonas. Nesta quarta-feira (29) foi realizada uma operação de revista nas celas da Unidade Prisional de Tefé, a 643 quilômetros da capital.

A ação foi desencadeada por policiais do 3° Batalhão de Polícia Militar (BPM) das 6h às 8h,e buscou localizar e apreender objetos não autorizados ou que poderiam oferecer perigo aos internos, à administração da Unidade e aos Policiais Militares que fazem a Guarda Externa.

Foram apreendidos dentro das celas sete telefones celulares com carregadores, seis facas, uma navalha, uma chave de fenda, sete objetos pontiagudos, dois bisturis, três lâminas de barbear, cinco tesouras, 15 pedaços de madeira, 11 “estoques”,10 cachimbos.

Um dos aparelhos celulares foi encontrado dentro de um livro que teve as páginas cortadas no formato do aparelho para escondê-lo.

O material foi apresentado na Delegacia Interativa de Polícia de Tefé. “Essa foi a terceira revista realizada em 2019 na UPT. Operações dessa natureza continuarão sendo realizadas periodicamente”, disse o comandante do 3º BPM, o tenente coronel Honda.

A operação também teve a presença do juiz de Direito titular da 1ª Vara da Comarca de Tefé, André Luiz Muquy, da Direção da UPT.