Homem é condenado por matar amigo que recusou trocar música do celular

Anderson Miranda da Silva foi condenado a 23 anos de prisão por ter matado com seis facadas Rayney da Silva Nolovers, no município de Tapauá, distante 565 quilômetros de Manaus. O crime ocorreu no ano de 2017.

De acordo com o Ministério Público, a vítima havia recusado a trocar a música que estava tocando no aparelho celular e, revoltado com a negativa, Anderson começou a desferir golpes com faca contra Rayney. O réu também foi condenado por tentativa de homicídio contra Saulo Alves do Nascimento.

As sessões do Tribunal do Júri aconteceram no Plenário da Câmara Municipal de Tapauá e foram presididas pela juíza de Direito Priscila Maia Barreto.

Anderson Miranda da Silva está preso em Manaus e foi escoltado pela Polícia Militar do Amazonas até a cidade de Tapauá. Assim que recebeu a condenação, foi encaminhado novamente para Manaus onde vai cumprir a pena em regime fechado. Anderson foi transferido para Manaus devido à repercussão dos crimes no município.