Jovem é brutalmente assassinado e degolado, na zona leste da capital

AMAZONAS  Júlio César Gomes de Lima Júnior, 15, foi brutalmente assassinado e degolado, na madrugada desta quarta-feira (29), na Comunidade Coliseu, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Cerca de 20 homens, fortemente armados, invadiram a casa da vítima, o arrastaram para uma ponte que fica em frente a casa onde o jovem morava, e o decapitaram em frente ao pai dele.

Segundo informações de um familiar de 60 anos, que preferiu não se identificar por temer represálias, a vítima trabalhava, atualmente, como padeiro e já tinha duas passagens pela polícia, sendo uma por roubo e outra tráfico.

“Ele já esteve envolvido na venda de drogas e devia cerca R$ 60, ‘na boca’. Eu mesmo fui lá pagar essa dívida e pedi para que deixassem ele em paz. Só que aqui vivemos em meio a uma guerra. De um lado os homens são Família do Norte (FDN), do outro são do Primeiro Comando da Capital (PCC) e, esta noite, fiquei assustado quando o bando invadiu a casa dele”, relatou o familiar .

Mortes

Os suspeitos fazem parte de uma facção criminosa que comanda a comunidade e teriam montado uma lista de desafetos. Júlio César seria um deles. Na mesma comunidade, outros dois homens, ainda não identificados, foram também brutalmente assassinados, minutos antes a morte do adolescente, na Rua Alfazema. No local, os moradores estão visivelmente apavorados com os três homicídios.

Segundo informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que esteve no local, a suspeita é de que o assassinato tenha ligação com o tráfico de drogas, que é bastante ‘pesado’ na comunidade. O local onde o cadáver foi achado, segundo a polícia, fica entre as comunidades Coliseu e Alfazema, onde o tráfico de drogas e mortes extremamente violentas vêm acontecendo com freqüência.

As três vítimas eram usuárias de entorpecentes e tinham envolvimento com o tráfico. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal e a DEHS investigará o caso.