Foragido que integrava grupo criminoso da Zona Sul é preso após tiroteio

O foragido do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Alexandre Pontes Souza, o “Júnior Doido”, de 20 anos, foi preso nesta quarta-feira (21), uma troca de tiros entre suspeitos e policiais civis, na rua Barcelos, bairro Cachoeirinha, Zona Sul.

Com o foragido foram encontradas 24 munições de calibre ponto 40, duas munições calibre 38 e um colete a prova de balas. Durante a fuga, “Júnior Doido” feriu a perna esquerda.

Segundo a Polícia Civil, Alexandre é integrante do “Bonde do Gogonha”, um dos três grupos criminosos da Zona Sul que pertence à Facção Criminosa Família do Norte (FDN).

O delegado André Sena, titular do 7º  Distrito Integrado de Polícia (DIP), contou que uma denúncia trazia informações de que “Júnior Doido” estava no beco da Bomba, bairro Educandos, próximo à Ponte do Mestre Chico, no Prosamim. Quando os policiais chegaram ao local foram recebidos a tiros pelos comparsas de Alexandre.

“Eles efetuaram vários disparos contra nossa equipe, entraram em um veículo modelo Fiat Uno preto e tentaram fugir em alta velocidade. Eles entraram em uma casa na tentativa de se esconder e continuaram fazendo disparos contra a nossa equipe. Três suspeitos conseguiram pular o muro da casa e fugir, mas Alexandre foi recapturado”, afirmou Sena.

O delegado disse ainda que “Júnior Doido” é investigado desde abril deste ano por causa do roubo de um veículo. André Sena não descartou a hipótese de que o foragido esteja envolvido em outros crimes na Zona Sul.

Alexandre foi autuado em flagrante por associação para o tráfico, porte ilegal de munição e tentativa de homicídio.