Irmãos detentos morrem dentro da Unidade Prisional do Puraquequara, em Manaus

Na madrugada desta quinta-feira (15), dois detentos, que eram irmãos, da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), em Manaus, morreram após passarem mal, segundo a Secretaria de Estado de Administração Peninteciária (SEAP). As vítimas tinham 18 e 26 anos.

De acordo com a Seap, por volta das 03h15, os agentes de socialização foram verificar um “batidão” de grades na galeria 09 da unidade prisional, onde receberam a informação pelos internos que Jackson da Silva Vitalino, de 26 anos, estava passando mal. O interno foi retirado da cela já sem sinais vitais e encaminhado para o setor de enfermagem, onde foi identificado o óbito.

Cerca de 30 minutos depois a galeria 09 realizou outro “batidão” para informar que Breno da Silva Lira, de 18 anos, também estava passando mal. Os agentes realizaram o mesmo procedimento de retirar o interno da cela e encaminhar para a enfermaria, onde foi constatado a morte de Breno.

“A Seap esclarece que não foram identificados hematomas, sinais de violência ou luta corporal nos internos, que apresentavam aparentemente o uso de substâncias entorpecentes”, informou o governo.

A Seap aguardará a conclusão do laudo do Instituto Médico Legal (IML), que irá determinar a causa da morte.