Produção agrícola no AM tem prejuízo de R$ 60 milhões por conta de cheia

AMAZONAS Com a cheia do rios nos últimos meses, 11 municípios já acumularam perdas de mais de R$ 60 milhões em produção agrícola no Amazonas. O levantamento referente aos cinco primeiros meses deste ano foi feito segundo dados apresentados pela Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam). As culturas mais afetadas são de banana, macaxeira e mandioca.

Dos 11 municípios que sofreram perdas na produção, oito tiveram situação de emergência reconhecida pelo Sistema Nacional de Proteção da Defesa Civil (SINPDEC). Ao todo, 2.632 famílias foram afetadas nestas localidades.

De acordo com o Idam, até agora, Borba foi o campeão de perda com déficit de R$ 22.608.990,00, com a cheia do Rio Madeira. O município também tem a maior quantidade de famílias atingidas: são 1.411, de acordo com o Idam.

Municípios que acumularam perdas agrícolas de janeiro a maio de 2019

Região Município Total em R$
Alto Solimões Atalaia do Norte 44.664,96
Purus Pauini 5.926.689,80
Boca do Acre 193.082,40
Juruá Ipixuna 2.129.340,00
Guajará 200.300,00
Solimões Codajás 38.420,00
Madeira Humaitá 2.483.983,33
Borba 22.608.990,00
Manicoré 8.322.000,00
Novo Aripuanã 18.644.320,00
Baixo Amazonas Urucará 105.200,00
TOTAL R$ 60.696.990,49