Estudantes da rede estadual devem atualizar endereço por meio de aplicativo para receber kits do ‘Merenda em Casa’

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, dará início à distribuição dos kits de alimentação escolar nessa primeira etapa por Manaus. O primeiro passo para receber o benefício do programa “Merenda em Casa” é a atualização do endereço do estudante, que deve ser feita por meio de um cadastro rápido no aplicativo Sasi. A atualização na plataforma, que está sendo utilizada durante o combate à pandemia no estado, vai permitir que as entregas sejam feitas nas residências dos estudantes. Os endereços devem ser atualizados já a partir desta quarta-feira (22/04).

Ao baixar o aplicativo, os estudantes, pais ou responsáveis devem estar de posse do número de matrícula de cada aluno da residência. Quem não realizar a atualização do endereço não receberá o benefício, que vai ser enviado por meio de um sistema “delivery” para que sejam evitadas aglomerações. Os números de matrículas podem ser obtidos no boletim do aluno e serão disponibilizadas também no site da Secretaria de Educação: www.educacao.am.gov.br.

Além do número de matrícula, é fundamental que o cadastro seja feito no endereço em que será realizada a entrega, para que a ferramenta de georreferenciamento faça a leitura das coordenadas. “Isso significa que nós precisamos que as pessoas de fato estejam fazendo o cadastro em casa, onde querem receber o kit, porque as coordenadas serão captadas pelo aplicativo para que a entrega seja feita com exatidão”, explicou o secretário de Educação, Luis Fabian Barbosa.

Com a atualização dos dados de endereço, a equipe de logística fará o planejamento da melhor maneira de distribuição desses kits. “Essa atualização é necessária, porque nossos bancos de dados de endereços desatualizam a cada dia com o fluxo que temos. Hoje, o mais seguro para garantir o acesso de todos os benefícios é fazer essa atualização”, afirmou Luís Fabian.

Aplicativo  – O aplicativo Sasi, ferramenta utilizada pelo Governo do Amazonas durante o período de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), está disponível para download nas plataformas digitais App Store (iOS) e Google Play (Android). Após o download, o usuário deverá digitar o código  “SEDUC” para ativar o aplicativo.

Uma vez no Sasi, o próximo passo é escolher a opção “Cadastro Rápido”. Nessa área, serão inseridos o nome do aluno, o código do Sigeam (Sitema Integrado de Gestão Educacional do Amazonas), a data de nascimento, o nome da mãe, o telefone de contato, o endereço de entrega, a cidade e o CEP.  É importante que as informações sejam revisadas antes de enviadas. Após a atualização do cadastro, o usuário já estará apto a receber o kit do “Merenda em Casa”.

Quem já baixou o aplicativo e ativou com o código “JUNTO” precisa apenas adicionar o novo código “SEDUC”. Para isso, na tela inicial do aplicativo, o usuário precisa procurar um ícone similar a uma lista. Lá, deve clicar na seta para baixo que está ao lado de “Cidadãos – Juntos no Combate – Covid 19”. Em seguida, deve clicar no botão “+ Join new”. Nesse momento é só adicionar o código “SEDUC” que será adicionada a funcionalidade “Merenda em Casa”.

Todos devem ficar atentos às notificações do aplicativo. Por lá poderão ser acompanhadas as informações sobre o dia da entrega do kit.

Central de Atendimento – A prioridade para a atualização do endereço será por meio do aplicativo. No entanto, a Secretaria vai disponibilizar uma Central de Atendimento para auxiliar aqueles que não tiverem smartphone ou internet. O atendimento poderá ser feito por meio de ligações telefônicas e aplicativos de mensagens como Whatsapp.

O serviço funcionará das 8h às 22h, por meio dos contatos (92) 98400-5142 (WhatsApp) e 0800-046-4632 (Central de Atendimento). “Ressalto a importância do cadastro pelo aplicativo, por ser a forma mais eficiente de atualização, atendimento e presteza na entrega do kit. A Central deve ser utilizada de maneira auxiliar, caso haja algum problema”, explicou a secretária executiva adjunta de Gestão, Rosalina Lobo.

Público – Podem baixar o aplicativo estudantes de todas as modalidades e regimes como Educação de Jovens e Adultos (EJA), escolas de regime militar e tempo integral. Além, é claro, de todos aqueles matriculados do ensino básico. “Não há diferença entre modalidades de ensino ou regimes das escolas, por exemplo. Qualquer aluno matriculado na rede pública estadual pode atualizar os dados e receber o kit”, explicou a secretária executiva adjunta da Capital, Arlete Mendonça.

Interior – Os alunos do interior do estado também serão atendidos pelo Programa. Nos 61 municípios que integram o Amazonas, os kits serão entregues na própria escola, mediante agendamento, dentro das normas de segurança. Mais informações a respeito da distribuição nessas localidades serão anunciadas nos próximos dias.

“As cidades próximas a Manaus receberão kits prontos. Para os municípios mais distantes, a Secretaria disponibilizará verba para aquisição dos produtos por vendedores locais, o que vai movimentar a economia dos municípios”, destacou Luís Fabian. No interior, o Kit deverá chegar a 120 mil estudantes.

FOTOS: Cleudilon Passarinho/Seduc

Leave a comment

Deixe uma resposta